Devo estudar gramática? | Natural Language Institute

Como dominar um idioma para a vida inteira

BLOG

Devo estudar gramática?

By Victor - 15/mar/2022 #Línguas e Educação

Essa é uma dúvida comum entre estudantes de línguas estrangeiras, que gera muito debate, mesmo entre especialistas em linguística aplicada. Acredito que é possível contornar a complexidade e dar uma resposta prática aos alunos que querem apenas alcançar a fluência comunicativa em um idioma da forma mais eficiente e agradável possível.

Em primeiro lugar, devo dizer que a resposta preliminar à pergunta é “sim e não”.

Vou esclarecer, considerando primeiro outra questão intimamente ligada: conhecer a gramática de um idioma é importante para alcançar um nível avançado? A resposta depende completamente da intenção da pessoa que faz a pergunta. A gramática é a essência de uma língua, sua estrutura fundamental. Sem um conhecimento íntimo dessa essência estrutural, é impossível comunicar-se fluentemente, ou mesmo expressar ideias minimamente complexas. Se essa for a intenção da pergunta, então sim, “conhecer” a gramática de uma língua é de vital importância para dominá-la, tanto quanto conhecer o vocabulário e a fonética.

Por outro lado, muitas vezes notei que entender a teoria gramatical – isto é, saber explicar as regras gramaticais e conhecer a terminologia acadêmica correspondente – não acrescenta nada ao domínio comunicativo de uma língua. Conheço inúmeras pessoas que nunca estudaram seriamente as regras gramaticais de uma língua e, ainda assim, quer falando, quer escrevendo, têm um domínio gramatical perfeito. Em contrapartida, os brasileiros tradicionalmente estudam as regras gramaticais do português ao longo de suas carreiras acadêmicas; no entanto, se não tiverem um hábito de leitura; se o português que ouvem em casa não for gramaticalmente refinado e se não receberem correções de sua expressão oral e escrita, então seu domínio gramatical é muito fraco.

Da mesma forma, estudantes de línguas estrangeiras às vezes estudam regras e terminologia gramaticais durante anos sem nenhum proveito. Em última análise, isso não lhes traz qualquer domínio gramatical útil do ponto de vista comunicativo. Por outro lado, se eles lerem muito e ouvirem o idioma com atenção estreita à maneira como os falantes nativos se expressam, naturalmente começarão a adquirir a gramática correta. Logo, se sua produção oral e escrita for sistematicamente corrigida, com o tempo eles desenvolverão um formidável domínio prático da gramática de sua nova língua.

Desse modo, a resposta à pergunta original é: não se concentre nas regras e terminologia gramaticais de uma língua, a menos que você queira se tornar linguista ou professor de gramática; em vez disso, preste bastante atenção ao uso correto das estruturas de linguagem ao ler, ouvir, escrever e falar; à medida que você avança para níveis intermediários e avançados de proficiência, tenha certeza de receber correções frequentes de sua gramática em uso e de revisar e assimilar todas essas correções.

Foi justamente para facilitar e potencializar esse processo de revisão e assimilação das correções que você recebe que o Natural Language Institute desenvolveu um método exclusivo de registro de correções e revisão dinâmica, descrito em artigos anteriores.

Para revisar especificamente as correções gramaticais, desenvolvemos um jogo realmente original e divertido que vou mostrar no vídeo a seguir.


See other blog posts