Racing Letters | Natural Language Institute

Como dominar um idioma para a vida inteira

BLOG

Racing Letters

O incrível jogo de escrita em língua estrangeira

By Victor - 15/jun/2021 #Línguas e Educação

A escrita é uma habilidade chave no processo de aquisição de um idioma[1], e ter sua escrita corrigida por um falante nativo bem instruído fornece feedbacks inestimáveis e o ajuda a melhorar sua proficiência rapidamente.[2]

Mas o que fazer afinal com suas redações corrigidas?

Reler as correções uma ou duas vezes é bom, mas não o suficiente para incorporá-las a sua memória implícita e de longo prazo.

Como tornar as versões aperfeiçoadas da ortografia, gramática e escolha de palavras uma parte permanente e automática de seu repertório linguístico sem o tédio de ter que reler um mesmo texto dezenas de vezes?[3]

Trabalhei com meus colegas do Natural Language Institute para desenvolver a solução perfeita: Racing Letters, um jogo que aproveita as correções de suas próprias redações como combustível para turbinar sua proficiência em línguas estrangeiras enquanto você se diverte! Racing Letters é o ápice de um método personalizado e eficiente de aprendizagem de idiomas.

Nele, você terá de se desdobrar para reescrever as partes de suas redações corrigidas por seu professor.

O processo de revisar repetidamente as correções textuais e ter que reproduzi-las rapidamente o levará a internalizar e automatizar o conhecimento inerente do feedback de seu professor, ao passo que o fixa em sua memória de longo prazo.

Você joga contra o computador, e se não escrever o texto certo com rapidez e precisão, o próprio computador digita as letras em seu lugar, como em uma corrida – eis o sentido do nome do jogo.

Para cada letra certa que você digitar, ganha um ponto, enquanto cada vez que o computador for mais rápido do que você, ele ganha um ponto. Você precisa ganhar mais pontos do que o computador para vencer o jogo (e poder curtir os fogos de artifício).

Há cinco níveis que proporcionam um desafio crescente enquanto você percorre suas redações e domina progressivamente todas as versões corretas de seus textos. Se você conseguir vencer os níveis 4 e 5, poderá ter certeza de que absorveu e incorporou plenamente os respectivos aprimoramentos de vocabulário, gramática, ortografia e estilo.[4]

Se você já enviou sua redação em inglês, português, espanhol ou francês para correção por um de nossos professores, então faça login em sua conta e experimente o Racing Letters. Se ainda não fez isso, aproveite a oferta de uma correção gratuita ainda hoje. E se você for estudante ou professor de línguas estrangeiras que já conta com redações corrigidas que gostaria de aproveitá-las para o Racing Letters, entre em contato conosco para providenciarmos o necessário.

[1] John Bitchener e Neomy Starch, em Written Corrective Feedback for L2 Development, sustentam que as vantagens das correções na escrita, comparado com a fala, residem em sua permanência – ou seja, os estudantes podem se referir a ela repetidamente ao longo do tempo – e no fato que permitem mais tempo para acessar a memória de longo prazo e, dessa maneira, aproveitar o conhecimento explícito no processo de produção linguística (Bitchener, John and Neomy Starch. Written Corrective Feedback for L2 Development. Bristol; Buffalo: Multilingual Matters, 2016).  

As mesmas vantagens se aplicam à escrita em geral, conforme defendo neste post sobre a importância da escrita. Entrei em mais detalhes sobre como o processo de escrita converte o conhecimento passivo em conhecimento ativo ou produtivo. Na mesma linha, Bitchener e Starch abordam o processo pelo qual o conhecimento explícito (regras e padrões aprendidos) se torna conhecimento implícito (automático ou espontâneo).

 

[2] Em 1996, John Truscott questionou o valor do feedback corretivo escrito no ensino de idiomas e defendeu que a prática fosse abandonada, abrindo um debate acadêmico que persiste até hoje, no qual vários críticos forneceram refutações teóricas e empíricas (see Ferris, D. R. The “grammar correction” debate in L2 writing: Journal of Second Language Writing, 13, 49 – 62).

Minha experiência ao longo da vida como estudante e professor de idiomas me proporcionou ampla evidência empírica do valor pedagógico de feedback corretivo, tanto oral como escrito, mas também da importância de revisar essas correções repetidamente, conforme menciono a seguir.

 

[3] Grande parte do debate em torno do feedback corretivo (FC) escrito pressupõe um “episódio único de FC escrito” (Bitchener & Starch, 2016, p. 6). De fato, se estudantes conferem correções numa composição escrita apenas uma vez, isso terá um impacto limitado em resultados de aprendizagem que seriam difíceis de mensurar por meio de estudos empíricos. Racing Letters trata exatamente dessa limitação. Ao motivar os alunos a não apenas revisarem as correções muitas vezes, mas inclusive reescrever os trechos relevantes repetidamente, o aprendizado explícito se torna implícito ou automatizado, fixando as formas corretas na memória de longo prazo e facilmente recuperável.

 

[4] A literatura tem classificado o feedback corretivo (FC) escrito em três tipos: (1) FC escrito direto, no qual o professor substitui a forma incorreta ou menos desejável pela correção, fornecendo informações imediatas ao aluno; (2) FC escrito indireto, no qual o professor sinaliza o erro, mas não fornece a forma correta, cabendo ao aluno formular a correção e (3) FC metalinguístico, que fornece uma explicação quanto ao motivo da correção ou a regra associada ao erro. (Ellis, Rod. (2009). “Corrective Feedback and Teacher Development”. L2 Journal. 1. 3-18. 10.5070/L2.V1I1.9054).

Vale observar que Racing Letters combina os primeiros dois tipos – FC escrito direto e FC escrito indireto – porque cada “jogo” se baseia numa redação com correções diretas ou explícitas, que estão disponíveis para o aluno revisar antes e depois de jogar, mas o jogo em si utiliza um tipo de FC escrito indireto, pois trechos corrigidos são substituídos por linhas em branco que devem ser preenchidas pelo aluno usando sua memória ou raciocínio. Uma versão futura de Racing Letters também incluirá o terceiro tipo – FC escrito metalinguístico – ao trazer tópicos e explicações gramaticais e definições de palavras, tal como já fazem nossos outros jogos (por exemplo, Crosswords e Grammar Rush).


See other blog posts

Logo Whatsapp