6 maneiras de dominar um idioma pela leitura | The Natural Language Institute

Como dominar um idioma para a vida inteira

BLOG

6 maneiras de dominar um idioma pela leitura

2ª Parte

By Victor - 15/feb/2021 #Línguas e Educação

Na 1ª Parte deste tópico, destaquei duas excelentes estratégias para dominar um idioma pela leitura – devorando a literatura e lendo sobre o que lhe interessa, apaixona ou motiva.

Nesta 2ª parte, apresentarei quatros abordagens adicionais que você deve considerar:

3. Fique viciado em notícias

Qual é a melhor maneira de se manter bem informado, evitar o filtro bolha[1] e melhorar rapidamente a sua fluência?

Ler notícias em uma língua estrangeira!

Se você procura as suas notícias sempre das mesmas fontes, na sua língua nativa, ou permite que os algoritmos do Facebook e Google escolham aquilo que você vai ler, você mesmo está se prejudicando.

Paradoxalmente, a Internet tem permitido que incontáveis fontes de informação estejam facilmente acessíveis, mas as pessoas parecem estar cada vez mais isoladas ideologicamente. Evite essa tendência e impulsione o seu processo de aquisição linguística ao tomar a iniciativa de consumir conteúdo de fontes internacionais de notícias.

As pesquisas revelam que estudar idiomas ajuda as pessoas a desenvolverem uma maior empatia e a tomarem melhores decisões, por favorecer a incorporação de perspectivas alternativas e reduzir os vieses cognitivos. Obter as suas notícias de fontes internacionais numa língua estrangeira é uma forma certeira de aumentar esse benefício.

Uma vantagem adicional é que você sempre terá assuntos para conversar com falantes nativos se você seguir fontes de notícias de seus países.

Você pode encontrar jornais online do país da sua escolha aqui.

4. Altere as configurações de idioma

Configure o sistema operacional do seu computador, o seu navegador de Internet, celular e outros dispositivos para exibirem texto no idioma que você estuda. Obviamente, só fazer isso não vai lhe trazer fluência, mas, de qualquer forma, fornecerá três pequenos benefícios que vão se somando e representam uma aceleração no processo de fluência:

  1. Você terá, regularmente, alguns minutos adicionais de contato com seu idioma alvo. Mesmo que isso representasse somente 1 minuto por dia, ao fim de um ano, somaria 6 horas adicionais de estudo.
  2. As suas imersões linguísticas serão mais completas. Digamos que você esteja fazendo uma aula de conversação e, de repente, você precisa verificar algo no seu celular ou navegador. Dependendo das suas configurações de idioma, ou você acabou de abrir um vazamento na sua imersão ou você ajudou o seu cérebro no processo de criação de redes neurais integradas em seu idioma alvo.
  3. Considerando que usar esses dispositivos e sistemas faz parte da sua rotina diária, a leitura constante de menus e mensagens vai naturalmente lhe ajudar a começar a pensar no seu idioma alvo.

5. Bote no Google

Eu me lembro da época em que, quando as pessoas discordavam sobre fatos concretos, cada uma deixava o debate certa de que tinha razão, mas sem ter como provar. A não ser que alguém se dispusesse a ir até a biblioteca, a questão ficava sem resolução.

Hoje em dia, uma pesquisa de 10 segundos no Google geralmente resolve a dúvida.

Do mesmo modo, se você ficar com curiosidade sobre qualquer assunto de história, ciências ou qualquer área de conhecimento, você pode mergulhar no assunto imediatamente, graças à Internet.

Por que não utilizar esse poder incrível dos motores de busca no idioma que você está estudando?

Em outras palavras, se você quiser dominar um idioma para a vida inteira, não deve estudá-lo apenas de maneiras e em horários bem estruturados, mas também em qualquer momento em que você tenha a oportunidade de explorar livremente a sua curiosidade. Não perca nenhuma oportunidade de ler no seu idioma alvo – inclusive quando você está navegando na Internet.

Essa sugestão é, na verdade, um exemplo da recomendação no 2, mas como passamos tanto tempo online, hoje em dia, acho que merece uma dica à parte.

6. Combine a leitura com a escuta

Enquanto você lê, você pode simultaneamente aprimorar a sua escuta. Seguem quatro maneiras eficientes de combinar os dois objetivos, de forma sinérgica:

  1. Ouça audiolivros enquanto lê o texto original.
  2. Leia e se atente às letras enquanto ouve as músicas que você gosta.
  3. Encontre filmes, séries e outros vídeos onde as legendas correspondam exatamente ao áudio.
  4. Leia transcrições de palestras, entrevistas e podcasts, como o Natural English Podcast, enquanto você escuta.

Uma ressalva importante é que, para combinar efetivamente a leitura com a escuta, os dois conteúdos devem ter uma correspondência exata.

O seu cérebro não consegue fazer duas coisas que exigem atenção intensa ao mesmo tempo. Por esse motivo, quando você assiste a um filme com legendas – tudo no seu idioma alvo –, trata-se de uma maneira (não tão boa) de treinar a sua leitura, e não a sua escuta. Como as versões diferem, você tenderá a ler as legendas e se desconectar do áudio. A exceção é quando as legendas correspondem literalmente ao áudio.

Se você tiver alguma pergunta sobre essas seis maneiras de dominar um idioma pela leitura, ou se gostaria de compartilhar as suas próprias experiências e desafios relacionados com a leitura em seu idioma de estudo, me envie uma mensagem, ou deixe seu comentário ao final.

No próximo post, darei seguimento ao tema, respondendo as dúvidas frequentes sobre a leitura em um idioma estrangeiro.


[1] De acordo com a Wikipedia, a “bolha de filtro - um termo cunhado pelo ativista da Internet Eli Pariser - é um estado de isolamento intelectual que pode resultar de pesquisas personalizadas quando um algoritmo de site adivinha seletivamente quais informações um usuário gostaria de ver com base nas informações sobre o usuário, como localização, passado comportamento do clique e histórico de pesquisa. Como resultado, os usuários ficam separados de informações que discordam de seus pontos de vista, isolando-os efetivamente em suas próprias bolhas culturais ou ideológicas.” https://en.wikipedia.org/wiki/Filter_bubble

Share:

See other blog posts